segunda-feira, 1 de julho de 2013

Mais páginas de uma paixão


Olá!
Conforme prometi, aqui estou novamente para continuar nosso papo sobre livros...
Libertei-me da ordem cronológica e, simplesmente, fui pegando os livros na estante e comentando ...
Você verá que os temas são os mais variados. Isso porque evitei os livros de Administração e Psicologia, que são leituras mais específicas, portanto, esses ficarão para outro momento.
Meu intuito aqui foi resgatar muito mais as circunstâncias e o meu sentimento do que o conteúdo dos livros.
Não tenho pretensão de servir como referência para ninguém, até porque minhas preferências, experiências, e sentimentos podem ser totalmente diferentes dos seus.
Fiquei feliz por reviver esses momentos e, aí sim, faço questão de dizer a você o quanto a leitura pode ser um instrumento de prazer e felicidade.
O que estamos esperando? Vamos lá!


Paulo Coelho é um autor muito polêmico, controverso, do tipo ame ou odeie.
Li alguns livros mas não encontrei exatamente o "encantamento" que tantas pessoas falam por aí. 
Gostei de ler  "O Diário de Um Mago", pois a peregrinação a Santiago de Compostela é um assunto que me interessa. Parece-me que aquela peregrinação é realmente mágica e favorece à introspecção. Mas, evidentemente, apenas deve fazer sentido para quem está aberto a essa introspecção.
Li também "Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei" e "Onze Minutos".
Paulo Coelho sempre foi uma incógnita para mim. Por esse motivo, li a biografia dele, " O Mago", escrita por Fernando Morais, procurando conhecer mais sobre ele, sobre a obra e sobre as coisas que comentam sobre ele. Foram seiscentas páginas de leitura em busca de um "porquê".  Não posso dizer que passei a gostar de tudo, mas acho que a leitura foi válida.  Abandonei alguns preconceitos que tinha em relação aos livros dele e hoje encaro a leitura de seus livros numa boa.  Tenho alguns livros dele escalados na minha lista de prioridades de leitura, como: O Alquimista, Brida e As Walkírias.



"A Cabana" é desses livros que não podem e não devem ficar estacionados na nossa estante. Tem mais é que percorrer o mundo. O meu, por exemplo, continua circulando. É um livro surpreendente!
Para absorver tudo que está lá escrito, é preciso, primeiramente, despir-nos de tudo que estamos acostumados a ouvir sobre Deus.
O autor, William Young,  foi muito feliz ao utilizar todas as metáforas para contar essa história e, ao final da leitura, fica uma linda mensagem de amor, em toda sua essência.
Eu amei ler esse livro!
Independentemente de religião, todos deveriam ler esse livro.




"Marley e Eu" é pura doçura e esta edição é bem especial, papel de primeira qualidade, encadernação primorosa e fotos incríveis. Presente do maridão!
Para quem tem um labrador em casa, a identificação com essa história é imediata. É uma delícia ver o autor, John Grogan,  contar com tanta propriedade todas as peripécias e travessuras de um cão totalmente destrambelhado e maluco das ideias, um verdadeiro "cão chupando manga"!
Ele é tão dócil que chega a ser bobo; é pura felicidade contida num rabinho que se agita sem parar. Eu amo de paixão!  
Adorei o filme e mais ainda o livro. Aliás, tenho essa mania de comprar os livros dos filmes que gosto. Você ainda vai me ver comentando sobre isso muitas vezes.

O meu "Marley", chama-se Luxus e também foi presente do meu marido.  Agora ele já tem 7 anos, está bem gorducho e continua amável como sempre. 
Nessa foto, o flagra: saboreando um manga bem docinha no quintal da minha casa. Uma fofura!



E por falar em cachorro, lembrei de outro livro maravilhoso:  "A Arte de Correr na Chuva" de Garth Stein. Este livro me foi indicado por um amigo querido: Pires. Prontamente fiz a busca e comprei. 
O livro é sensacional e também tem um cachorro como protagonista, Enzo é o nome dele, cujo dono é um piloto de corridas. 
O título nos remete ao saudoso Ayrton Senna, e não é à toa. O cachorro era apaixonado por automobilismo e é por aí que a história se desenrola. Um encanto! Esse livro facilmente entrou para o rol dos meus favoritos.




Minha relação com o Titanic ainda está inacabada. Foi bem difícil conseguir assistir ao filme, porque no cinema chorei o tempo inteiro. Depois de alguns meses, em casa, é que consegui assistir ao filme em DVD, pausando aqui e ali, entre uma lágrima e outra.
Você pode até não acreditar, mas o sentimento que tenho é que eu estiva lá naquele naufrágio, que eu vivi aquele desespero todo, em outra vida, outra encarnação, sei lá. Mas isso é assunto para outro post, em outro momento...
Resolvi então comprar o livro "Cada Um Por Si - Titanic" de Beryl Bainbridge, que conta a história do naufrágio, para tentar me aprofundar nesse mistério. Estranhamente, eu não consegui dar sequência à leitura.
Comecei a ler, mas não conseguia entender a história, como se todos os personagens resolvessem se mesclar em minha cabeça, não conseguia gravar os nomes, nem a sequência de acontecimentos.
Então parei e ainda não voltei a lê-lo. Mas ele me desafia todas as vezes que o reencontro na estante. Qualquer dia desses, retomarei essa leitura. Preciso fazer isso.



Meu primeiro contato com os livros espiritualistas aconteceu quando li "Violetas na Janela".  É um livro fininho, mas muito interessante.
Pra quem não sabia, nem entendia muita coisa sobre a doutrina espírita, esse livro abriu portas imensas.

Depois desse, já li vários ...


Certa vez conversando ao telefone com meu amigo, Paulo Fernando, recebi a indicação do livro "Muitas Vidas, Muitos Mestres" de Brian Weiss.
É um livro instigante, profundo, excelente. 

Uma surpreendente abordagem extraída das experiências advindas de médico, o próprio Dr. Brian, em seu consultório psiquiátrico. Uma linha tênue entre a ciência médica e a crença na espiritualidade, através de vidas emaranhadas. 
E aí vem  surpreendente revelação de que fatos importantes da vida pessoal dele estavam sendo expostos durante a sessão de hipnose em uma de suas pacientes.
Do mesmo autor, li " A Cura Através da Terapia de Vidas Passadas", um relato de casos reais vividos em seu consultório.





Especialmente quando o tema é espiritualidade, tenho uma espécie de sociedade com o meu pai, que também é um devorador de livros.
Ele é o primeiro a ler esses livros e depois os passa para mim.
Na lista dos preferidos dele estão os de Zíbia Gasparetto.
Não consigo acompanhá-lo com a mesma rapidez, mas vou tentando...
Por isso tenho uma lista enorme ainda para ler....




"Cartas à Mãe - Direto do Inferno -Ingrid Betancourt.
Acompanhei pela TV o processo de libertação de Ingrid Betancourt, e fiquei curiosa para saber como tudo aconteceu. 
Confesso que tive que juntar alguma coragem para começar a ler esse livro. 
É um relato de uma experiencia inacreditável: muita garra, força de vontade e superação, mas também muito, muito sofrimento: foram mais de cinco anos que ela viveu (sobreviveu) como refém dos guerrilheiros das FARC - Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.
Ela era candidata à presidência da Colômbia em 2002, quando foi sequestrada, e somente libertada em 2008.

Um filme puxa um livro e depois outro e outro.


Com "O Caçador de Pipas" foi assim. Primeiro assisti ao filme e amei. Um tema muito difícil e denso, imerso numa cultura bem diferente da nossa.
Por tudo isso, essa história prendeu a minha atenção.
Para aprofundar esse universo, recebi o livro como presente do meu amigo e colega de trabalho, Flávio.
Era tudo que eu queria! Foi aí que pude comprovar e degustar a comovente história contada pelo autor, Khaled Hosseini.
Do mesmo autor, me veio outro presente, dessa vez das mãos da minha amiga, Andréa. 
Trata-se do livro  "A Cidade do Sol". Uma história centrada no universo feminino, porém  num cenário que mistura tradições culturais, preconceito, sonhos e desejos contidos, sofrimento e amargura.
Seguindo essa mesma linha, comprei o "O Livreiro de Cabul" de Asne Seierstad, mas ainda não li. Os comentários ficarão para outro dia...



Essa minha mania de assistir aos filmes e depois depurar a história nas páginas do livro já é bem conhecida.

É uma forma de esticar um pouco mais o prazer de ver o desenrolar de uma boa história.
Na verdade, os livros costumam ser mais completos, mais intensos. Porém o filme tem outros apelos que também nos permitem vivenciar muitas emoções. Sem dúvida, é muito bom também!
Além de "Marley e Eu" e "Titanic", fazem parte da minha lista de preferidos:
  • Amor Além da Vida
  • O Diabo Veste Prada
  • O Lado Bom da Vida
  • Comer, Rezar e Amar
  • O Véu Pintado 


O livro "O Perfume" é diferente de tudo que costumo ler.  
Meu amigo, Roberto, me emprestou esse livro,  há muito tempo atrás, acho que mais de vinte anos. Naquela ocasião, ele ainda não tinha lido, portanto não podia me dar referências. Arrisquei.
Quando comecei a ler, observei que a história era no mínimo estranha: uma pessoa, cujo olfato era extremamente aguçado ao ponto de conseguir identificar a composição de diferentes aromas (bons e ruins). Daí até ele virar um assassino foi um caminho inesperado. Nunca esqueci dessa história. 
Há uns três anos, comecei a assistir a esse filme na TV, mas não vi desde o princípio. À medida que a história avançava comecei a lembrar do livro e fiquei surpresa, quando percebi que o filme era baseado naquele livro que eu havia lido há mais de vinte anos.


"O voo do Cisne"  é um livro excelente. Tive o prazer de assistir à palestra do autor, José Luiz Tejon Megido em um Congresso de RH aqui em Recife e, ao final do evento, comprei o livro, que está devidamente autografado.
A palestra foi sensacional. Apesar de ter sido proferida ao final de um dia inteiro de trabalhos e apresentações de outros palestrantes, Luiz Tejon conseguiu literalmente prender a atenção de toda plateia e emocionou.
Foi bonito de ver!
Realmente uma linda história de superação!





Quem disse que não tenho um lado zen? Gosto também de viajar pela cultura oriental.
" O Monge e O Executivo" de James Hunter é um livro bem badalado por aí. Eu resolvi ler para conferir. Gostei do livro, mas, sinceramente, esperava mais. Os conceitos sobre liderança, que aprendi na universidade, são demonstradas nesse livro de uma forma reflexiva, através do uso das ferramentas da  meditação. Lições bem interessantes de introspecção, meditação em busca do autoconhecimento e de práticas reveladoras do exercício da liderança.
" A Arte da Felicidade" - Dalai Lama  foi um presente de Natal, que me veio através das mãos do meu marido. É um livro para se ter sempre à mão. Lições e mais lições para a vida. De vez em quando, busco nesse livro ensinamentos para a minha vida.



Içami Tiba, uma forma prática e simples de ajudar a educar.
Quem tem filhos, tem dúvidas, tem receios...Portanto, nada melhor do que recorrer a ajuda de um profissional desse gabarito. Os livros dele são sempre muito esclarecedores e têm linguagem bastante acessível. "Quem Ama, Educa" já virou referência. E esse é especifico para assuntos que dizem respeito a adolescência. O autor explica, de forma simples e clara, assuntos que são bastante críticos no processo de educação de adolescentes.
Eu conheci o Dr.Içami Tiba, quando ele respondia a perguntas de telespectadores em programas vespertinos na TV. Também já tive a oportunidade de assistir a uma palestra dele, proferida diretamente aos pais, em um colégio aqui em Recife. Foi tudo de bom! Sou fã!




Você já me viu comentar várias vezes sobre esse trio: Eduardo Moreira, Monty Roberts e Nuno Cobra. Tudo começou quando vi Eduardo Moreira sendo entrevistado na TV.  Nessa entrevista ele comentou sobre seu livro " Encantadores de Vidas". Na primeira oportunidade que tive, comprei. Li em 5 dias. Fiquei encantada de verdade! Virei fã!
 Aí, comprei o livro  e li O Homem Que Ouve Cavalos de Monty Roberts, para entender melhor sobre esse mundo dos cavalos, que para mim era um mundo totalmente  desconhecido. Foi uma leitura bem mais lenta, porque é muito mais detalhado, mas também interessantíssimo. Por fim, comprei e li A Semente da Vitória de Nuno cobra, que é simplesmente sensacional. Ainda não consegui me desligar dele, sempre estou consultando as marcações que fiz, porque tem umas lições incríveis.



"Steve Jobs" por Walter Isaacson, um mergulho do mundo de uma mente visionária.
Acho interessante ler biografias porque nos trazem outros parâmetros para delinear a imagem de personalidades que nos despertam simpatia.
O mundo tecnológico não é exatamente a minha praia, mas está sendo muito prazeroso degustar esse banquete de possibilidades em pouco mais de 600 páginas.
Em breve chegarei ao final.



O que vem pela frente ...




"A Travessia" de William Young (o mesmo autor de A Cabana) - presente de minha amiga, Regina Mascarenhas (desde já, sinto que vou gostar!)


"A Menina que Brincava com Fogo" de Stieg Larsson, presente de minha amiga secreta, Francis - ( o título é bem sugestivo e lá se vão mais 607 páginas!)


"A Cozinha da Alma" de Jasmin Ramadan - esse me pegou pelo título, vamos ver se pelo estômago também!


"O Encantador da Montanha" de Eduardo Moreira - como eu já disse, virei fã dele, então, 101 % de chance de me encantar novamente!




Como você pode ver, não tem como colocar um ponto final...
Isso é somente uma pausa. 
Gostaria apenas de deixar uma frase como reflexão:



Obrigada pelo carinho da sua companhia.
Até breve!


Dica para publicar um comentário:

Algumas pessoas têm me perguntado o que é preciso fazer para escrever e publicar um comentário aqui no blog. Os caminhos mais utilizados são:

  • a) escolher se identificar através do Google (se você tiver cadastro no gmail) e digitar sua mensagem no local indicado,  ou
  • b) escolher a opção "anônimo", e aí, você escreve seu recado normalmente e, no final você escreve seu nome, para que eu saiba quem escreveu (pois  nem sembre minha bola de cristal tá funcionando ...kkkk)

Observe que você vai clicar em enviar/publicar, mas a mensagem não vai ser publicada de imediato. Ela ficará suspensa (numa espécie de fila), aguardando até que eu veja e libere a publicação. Ok?

Se você não quer escrever a mensagem, mas deseja registrar sua opinião sobre o texto, utilize a enquete rápida  CURTI e NÂO CURTI, apenas marcando um X na opção desejada, Fica logo aqui abaixo, ok?

Ah! Só mais uma coisa: no final da publicação você vai ver uns ícones pequenos do Twitter, Facebook, G+, Gmail, etc. Se você gostou do texto e quiser compartilhar  através de um desses canais, é só clicar nesses ícones. Dessa forma, facilmente você vai socializar com seus amigos os conteúdos vistos e apreciados aqui no blog. Não é legal?



12 comentários:

  1. Bom dia amiga!
    É a leitura que desperta e aguça a nossa criatividade, assim eu penso. Quando eu escrevo minhas poesias, lembro-me das palavras que já tive pesquisar nos livros que já li. Leitura é a malhação no cérebro.

    Um dos primeiros livros que eu li na vida, de cunho mais filosofico, foi o mundo de Sofia. Na época eu tinha meus 18 anos, e digo a você que ele abriu minha mente.

    Enfim, ja estou aqui no seu espaço tão encantador e convidativo aos olhos de qualquer pessoa. Parabéns menina.

    Grande abraço
    Dan.

    Bom dia amigos,
    Compartilho com vocês, mais uma poesia minha.
    Grande abraço,
    Tenham um ótimo dia!

    http://gagopoetico.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Daniel, a leitura é algo mágico e abre inúmeros caminhos em nossa mente. ainda não li "O Mundo de Sofia", mas, recentemente uma amiga me emprestou esse livro, e por isso, ele está na fila da minha cabeceira, aguardando... Em breve conversaremos sobre ele, tá? Agradeço imensamente a sua visita e suas palavras de incentivo. Abraços!

      Excluir
  2. Oi amiga! gostei do assunto,ler realmente é muito bom, já li alguns desses que vc citou,aproveitei e anotei outros dessa lista. Parabéns!bjs!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço votos que tenha momentos de leitura bastante proveitosos. Obrigada pela visita! Abraços

      Excluir
  3. Não li, ainda nenhum dos livros da sua publicação o que é bom sinal, há muitos livros...
    Posso comentar um ponto: filmes e livros... ao contrário de si, gosto mais de ler o livro primeiro para absorver e interpretar à minha maneira, depois o filme, na maior parte das vezes, apenas para ver como o realizador deu a volta a certas partes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Maria! Há um montão de livros bons a nossa espera... kkkk Quantos aos filmes e livros, não é que eu prefira inicialmente assistir aos filmes... é que muitas vezes eu só fico sabendo da existência do livro depois que assisto ao filme! Mas, você tem toda razão! Os livros são sempre mais ricos, mais densos, mais completo e nos permite mais possibilidades de interpretação. Os filmes já trazem o "olhar" do cineasta, o que já nos direciona inevitavelmente ... Obrigada pelo seu recadinho e volte sempre!

      Excluir
  4. Que lista! Desta vez comi poeira feio. Nem Cartas à Mãe, da Ingrid, eu li, mas também assisti pela televisão ela comentando sobre o sequestro e a libertação, de onde saí ireto para o teclado e escrevi:

    INGRID BETANCOURT

    Após seis anos eclipsado reaparece o sol de teu sorriso
    Sensibilidade e força demonstra a todo instante
    E muitos pesadelos são nele extravasados.
    Em teu longo relato, a postura ereta
    Parece dizer fadiga tu és nada, ou mesmo o tempo.
    Da fibra mais resistente é o teu corpo
    Do mais doce mel é teu sorriso.

    De nada e para nada é o mal que nem sei se te fizeram
    Pois que serviu pra temperar o aço de tuas veias
    E para mostrar ao mundo a candura de tua alma.
    Voltaste radiante de luz própria acumulada
    No mais longo inverno polar que se conhece
    Sem que os cegos animais que te prenderam
    Tenham atingido o brutal intento de também cegar-te.

    Nem sei se estiveste mesmo presa, pois espírito,
    E ainda tão forte, não se prende.
    E não renascestes pois que nunca foste morta.
    Tua visão, ao contrário, está mais límpida
    E arguta. És a águia, cujas asas não se cortam.
    E solta e leve, linda e forte plana
    Em céu de brigadeiro. É primavera.

    Julho de 2008.
    José Stênio Ferreira Luz
    e-mail: stenioluz@yahoo.com.br

    http://mulheresperolas-stenio.blogspot.com.br/2013/08/a-luta-pelo-pao.html

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua visita, Stenio. A trajetória da Ingrid Betancourt é realmente impressionante. Lindo poema. Abração

    ResponderExcluir
  6. OLá Ildete!
    Que bom eu estar aqui no seu bog
    tão lindo.
    Quero reler essa sua postagem e depois
    volto para comenta-la e deixar uma sugestão.
    Ja seguindo aqui eu a aguardo
    la no Espelhando.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Cátia, muito obrigada pela visita e por palavras assim tão carinhosas. Vou conhecer o seu blog, sim! Volte sempre que quiser! Obrigada!

      Excluir
  7. Eu também sou traça de livros, desde menina... Acho absurdo alguém nunca ter ido um livro na vida, é quase como se a pessoa tivesse se privado de aprender a pensar direito... Alguns dos livros que você leu eu li também - por exemplo, achei O Perfume muito triste... Ultimamente tenho lido pros meus filhos guerra de Tronos (corto todas as partes mais pesadinhas e os livros são fora de série...). Li prá eles Jogos Vorazes e Divergente, a Trilogia Eragon e tantos mais que já perdi a conta. Leio pros meus filhos desde pequenos e posso atestar que faz bem demais prá inteligência, os três são praticamente gênios, me sinto uma formiguinha burra perto deles. Já leu "O Sol é Para Todos"? eu leio, volta e meia de novo e de novo, acho de uma simplicidade que me comove... Adorei esta tua postagem sobre livros. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi , Rosa! Já anotei aqui na minha listinha o nome desse livro "O Sol é Para Todos", pois ainda não conheço. Vai ficar na minha bolsa e assim que eu for à livraria ... Ler é realmente tudo de bom! Ultimamente estou lendo " Como Eu Era Antes de Você de Jojo Moyes, pois foi muito bem recomendado e estou ansiosa pelo desenrolar da história. E assim vou vivendo, de livro em livro! hahahaha Obrigada pelas dicas e pelo carinho! beijos

      Excluir

O pensamento ganha novos contornos quando compartilhado. Portanto, registre aqui seu comentário. Juntos faremos surgir novas ideias.
Fique tranquilo, que seu comentário será publicado em breve, tão logo seja por mim visualizado.

Obrigada pela visita e volte sempre!