domingo, 4 de maio de 2014

Meu nome, variações e curiosidades


Você tem nome fácil ou difícil? 
Comum ou naturalmente "importado"? 
Simples ou daqueles incompreensíveis, insoletráveis?
Bem, o meu nome é simples, mas não é dos mais simples; também não é muito fácil de ser compreendido, principalmente ao telefone.
A coisa mais comum é alguém entender e escrever meu nome de forma errada... Por isso, quando digo meu nome, normalmente ouço: Como? Hã? Desculpa, pode repetir?
Bem,  se depender do que as mentes brilhantes dos meus interlocutores conseguem captar através de seus ( não tão brilhantes) ouvidos, posso garantir pra você que...

a variedade é enorme! Imaginem o que acontece quando me deparo com a seguinte pergunta:




Como resposta, eu, humildemente, pronuncio as seis letrinhas que formam o meu nome, mas do outro lado, nos ouvidos dos meus interlocutores chegam coisas do tipo :




Um verdadeiro telefone sem fio. E ainda tem muito mais variações ...

Numa empresa onde trabalhei, essas ocorrências eram tão frequentes, que eu costumava colecionar as cartinhas que recebia dos clientes com o meu nome escrito de forma inusitada e fazia uma coletânea para divulgar os mais esquisitos no jornalzinho de final de ano. 
Naquela época, a mensagem eletrônica não era tão comum como hoje em dia, então, os clientes ligavam, eu atendia, prestava-lhes as informações necessárias e eles, posteriormente, enviavam-me uma cartinha pelos correios, anexando os comprovantes de pagamento referentes aos contratos de financiamento. Era a garantia de boas gargalhadas, sempre!
Imagine endereçamentos do tipo:



Mas, não basta acrescentar umas letrinhas ao meu nome, nem fazer novas combinações ortográficas, nem se sugestionar pelo nome da diva Sangalo ... 
Na maioria das vezes, as pessoas imaginam que há algo mais complicado, que meu nome tem algo de internacional, de "importado", eu diria.  Por isso, adoram finalizar com TH ou CK, mania nacional!





Quando escrevem Hildete com H, acho perfeito, pois acredito que assim deveria ser o meu nome.
Na minha opinião, Ildete com H seria muito mais apropriado e, sabe o que significa? 





De acordo com o Dicionário de Nomes Próprios, Ildete é o mesmo que Hildete, um diminutivo do nome Hilda, que tem origem no germânico hildhildehilt, que quer dizer “combate, guerra”, portanto é atribuído o significado de “a combatente, guerreira”. O nome na Inglaterra era muito raro durante a Idade Média, mas foi popularizado por volta do século XIX.  Fonte: ( http://www.dicionariodenomesproprios.com.br/ildete//)

Bem, lá em casa a história surgiu um pouco diferente... 
A ideia veio de uma sequência de cinco nomes começados com o prefixo ILDE. Eu sou a quinta da fila, então... pura herança. De quem foi a ideia? Sr. Hildebrando, meu pai. 
Todos os filhos ganharam o  prefixo ILDE, porém sem o H. Pode?





Além disso, os homens lá de casa ganharam um " José" para anteceder o nome. A explicação: todos estavam "laçados" pelo cordão umbilical na hora do parto. 
Seguindo essa lógica, as meninas teriam Maria, né?  Deveria, mas não rolou. Como não estávamos "laçadas", não ganhamos o nome Maria.
Até que Maria Hildete ficaria um nome interessante, não acham? Tenho um amigo que até hoje me chama desse jeito.

Já passei por muitas histórias engraçadas por causa do meu nome ...



No meu primeiro dia de trabalho como estagiária de uma empresa varejista de móveis e eletrodomésticos, fui apresentada ao Gerente Geral. Era a minha primeira experiência profissional. Eu era bastante franzina e naturalmente inexperiente, tímida, aos meus 18 anos.
O Gerente Administrativo, Daniel, passou pela sala da secretária, Ana Beatriz me apresentou e pediu licença para entrar na sala do gerente. Tudo muito certinho, como manda o figurino.
Entramos e ele me apresentou: "Sr Naci, essa é a nossa estagiária, Ildete."
Era um homem de meia idade, talvez 55 a 60 anos, cabelos grisalhos, ar sério e compenetrado. Ele levantou, veio em minha direção, estendeu a mão para me cumprimentar e ficou olhando pra mim fixamente. Fiquei sem graça. Ele continuou me olhando e,  passados alguns minutos (eternos minutos), falou com um vozeirão enorme:

Pronto! Era só o que me faltava!

Por causa dele, todo mundo na empresa passou a me chamar de Patrícia. Todos, sem exceção! Não teve jeito! E você acha que uma pobre e inexperiente estagiária poderia fazer alguma coisa??? kkkk
Eu trabalhava no Departamento de RH e recebia os candidatos para processos seletivos. A recepcionista que ficava no térreo, mandava os candidatos subirem ao primeiro andar e procurarem por  "Patricia". 
E lá estava eu todas as manhãs, abrindo a porta da sala para receber os candidatos. Impossível não recebê-los com um sorriso no rosto. bastava ouvir algo do tipo: "gostaria de falar com Patrícia,  por favor." 
Imagine se eu iria ter condições de ficar explicando a todos os candidatos que meu nome é Ildete e blá, blá, blá...  No mínimo, os candidatos iriam achar que aquela não era uma empresa séria...
Então, aos poucos fui me acostumando com a ideia de ser Patrícia por algumas horas do dia. Foi inevitável. Uma coisa um tanto quanto maluca, eu admito! 
Mas, pode acreditar, eu já estava me sentindo a própria Patrícia. kkkk





Depois de 7, 8 meses fui trabalhar em outra empresa. 
Aí, pensei: "Estou livre de Patrícia!
Num belo dia, o telefone do novo escritório tocou. E de outro lado da linha alguém falou:
"Gostaria de falar com Patrícia, por favor?"
Aí,  meu novo chefe, Paulo Fernando,  que atendeu ao chamado, respondeu:



Ele desligou o telefone e eu, que estava sentada bem ali na frente dele, caí na risada.
Lá fui eu explicar para ele que, na verdade (ou na mentira)  Patrícia era eu ... kkkk

Muito legal recordar essa história agora, afinal já faz tanto tempo... 
Perdi totalmente o contato com os antigos colegas que me chamavam de Patrícia. Tenho saudade de todos, especialmente Daniel, uma pessoinha adorável, que muito me ensinou nos meus primeiros passos de vida profissional. 
Guardo boas recordações daquele tempo que me trouxe muito aprendizado.

Lembrei agora de outra história ...
Recentemente, estava no shopping com meus filhos e numa sorveteria fizemos os pedidos e a moça do caixa perguntou o meu nome e escreveu na comanda e pediu que eu aguardasse, porque o pedido seria entregue pelo nome.
Ficamos sentados conversando numa mesinha ali do lado, aguardando nossos sorvetes ficarem prontos. 
De repente o rapaz chamou meu nome de uma forma tão estranha que não reconheci, não dei bola mesmo! Chamou uma vez, duas, três, quatro vezes e nada!
Aí, ele saiu do balcão e veio até a mesa onde estávamos e perguntou o meu nome.
Eu respondi e ele olhou pra mim, olhou pra etiqueta do sorvete, olhou pra mim novamente (tipo cara-crachá, sabe?) e mesmo ainda inseguro me entregou o sorvete com a etiqueta, para que eu conferisse...
O nome que estava escrito era tão estranho, que não deu para reconhecer.
Você não vai acreditar, mas o nome que estava escrito era:



Só não sei dizer como foi que ele pronunciou. Foi impossível conter as risadas...  kkk
Lembro que até fotografamos o famoso potinho de sorvete com o dito nome. Só não sei por onde anda essa foto. Se algum dia eu a encontrar, posto aqui pra você ver.

E no dia da minha formatura, lá estava eu, na porta do auditório, em fila, ao lado do meu pai, esperando ser chamada para entrar e tomar lugar lá no gargarejo do auditório. Como era uma solenidade de Colação de Grau para várias turmas e vários cursos, tinha muita gente que eu não conhecia. Então ficamos ali de pé, esperando o aviso sonoro ( do meu nome) para entrar. Eis que ouço o meu nome, mas o sobrenome era totalmente diferente. Dei um passo pra frente e ... ôpa! Parei no primeiro degrau!



Não lembro mais qual foi o sobrenome que ouvi, mas com certeza,  não era o meu.  Olhei pro meu pai e disse pra ele esperar. Ficamos ali parados, esperando que aparecesse a minha xará. E eu, curiosa, porque depois de quase cinco anos na faculdade eis que no dia da formatura, fico sabendo que havia outra Ildete e nunca conheci. Como assim?!!!
Bem, foram alguns minutos de espera e, como ninguém, apareceu,  a moça do cerimonial perguntou: 
-Seu nome é Ildete? - lendo na lista. 
Eu respondi: 
-Sim, sou eu. 
E ela, um pouco nervosinha:
- E por que você não entrou ainda? Seu nome já foi chamado! 
Então eu respondi, braba que só um siri na lata: 
- Acontece que a Ildete que chamaram não sou eu. O sobrenome é outro! 
E ela: 
-Mas só tem uma Ildete aqui na lista,  Ildete do Rêgo Medeiros. É você?
E eu, já imaginando a confusão toda que o locutor tinha feito.
- Sim sou eu.
- Entre e pode descer as escadarias! Você já está atrasada!
Sabe o que aconteceu ao final das contas: o infeliz do locutor leu o meu nome com o sobrenome do outro formando que estava na linha seguinte. 
O bichinho devia estar com a "vista cansada"... kkkk
Tirei a prova dos nove na hora da chamada para a bênção dos anéis, aí ele finalmente chamou o meu nome certinho. Aleluia!  
Depois de todos os perrengues, enfim, graduadíssima!

Mas a história não para por aí ... Ainda nesta semana, fiz um pedido de medicamentos a uma farmácia que fica perto do meu local de trabalho. O meu cadastro já foi feito há algum tempo. Então, só preciso ligar, dizer o número do telefone e o atendente localiza a minha ficha cadastral. Fiz o pedido rapidamente. Quando recebi  o remédio, observei o cupom fiscal e o pedido que estava ali grampeado. E qual era o nome que lá constava? IODELTE.
Parece ate piada, não é? kkkkk

Bem, é por essas e outras que, pra facilitar as coisas, sempre que falo meu nome a algum desconhecido, procuro soletrar; até porque, se a finalidade for receber uma mensagem eletrônica, corro o risco de jamais recebê-la, caso não esteja tudo certinho.



Para os amigos e pessoas do convívio familiar, os apelidos e diminutivos são a solução... São formatos mais rápidos e beeeeem mais carinhosos. 




Embora meu nome não seja assim dos mais estranhos ( há tantos mais esquisitos por aí), nunca tive o prazer de conhecer uma xará. Adoraria conhecer, mesmo que fosse com H.


Seja do jeito que for, levo numa boa essas situações e não dou muita trela a esses pequenos lapsos... Com H, sem H,  com ou sem diminutivo, me chamou, eu tô indo!

E você? Tem alguma vivência inusitada ou engraçada por causa do seu nome? 
Se tiver, fique à vontade para compartilhar. Vou adorar saber!
Ah! Não esqueça de registrar suas impressões sobre o texto. Basta um x no Curti ou Não Curti, ok?

Grande abraço!



Dica para publicar um comentário:

Algumas pessoas têm me perguntado o que é preciso fazer para escrever e publicar um comentário aqui no blog. Os caminhos mais utilizados são:

  • a) você pode escolher se identificar através do Google (se você tiver cadastro no gmail) e, depois de inserir seu email e senha, você poderá digitar sua mensagem no local indicado,  ou
  • b) você pode escolher a opção "anônimo", e aí, você escreve seu recado normalmente e, no final você escreve seu nome, para que eu saiba quem escreveu (pois  nem sempre minha bola de cristal tá funcionando,  né?) kkkk

Observe que você vai clicar em enviar/publicar, mas a mensagem não vai ser publicada de imediato. Ela ficará suspensa (numa espécie de fila), aguardando até que eu veja e libere a publicação. Ok?

Se você não quer escrever a mensagem, mas deseja registrar sua opinião sobre o texto, utilize a enquete rápida  CURTI e NÂO CURTI, apenas marcando um X na opção desejada.  Fica logo aqui abaixo, ok?




Ah! Só mais uma coisa: no final da publicação você vai ver uns ícones pequenos do Twitter, Facebook, G+, Gmail, etc. Se você gostou do texto e quiser compartilhar  através de um desses canais, é só clicar nesses ícones. Dessa forma, facilmente você vai socializar com seus amigos os conteúdos vistos e apreciados aqui no blog. Não é legal?

10 comentários:

  1. Adorei conhecer todas essas histórias! Também passo por algumas situações com meu nome nada comum...até Sula Hickman hein amiga? ! Mas adoro lhe chamar carinhosamente por IL, única rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queridona, Sula Hickman, esse é o nome perfeito pra vc! kkkk Pernas que não acabam mais! kkkk É verdade que IL foi invenção de vocês lá na SGS .Até então ninguém tinha sido tão econômico com as letrinhas do meu nome! kkkk Mas, o jeitinho carinhoso de me chamar de IL pegou de jeito e me acompanha até hoje! Beijão

      Excluir
  2. quantas variações! ri bastante! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talys, e ainda deve ter outras tantas que não citei porque não me lembrei na hora. Idelte é uma delas! Agora dizer que eu tenho a cara de Patrícia, pode ter certeza, foi surpresa até pra mim! Beijão pra vc e obrigada pela visitinha!

      Excluir
  3. Boa tarde Ildete, postagem maravilhosa!
    Meu nome também me traz situações inusitadas, costumam acrescentar letras e até modificá-lo.
    Já me chamaram de Valdice, Valnice...Jovelenice...Mas meu nome é Valdelice antecedido de Maria, pois meus pais decidiram que as meninas seriam Marias e os Meninos Josés. Pensamento comum aos mais velhos.
    Escrevi em meu blog algo sobre o significado do meu nome e adorei as suas histórias relacionadas ao seu nome e significado.
    Até qualquer dia em mais uma carona em sua surpreendente vassoura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vall! Obrigada pela visitinha e por partilhar também suas experiências. É uma maravilha reviver essas histórias, não é? Eu acho o maior barato! Um grande abraço pra você!

      Excluir
  4. É claro que adorei ler esse texto sobre as variações do seu nome! Ri bastante....Agora, Patrícia?????? hein? heheheheheeh...Na verdade, acho que tem cara de Ildete, Il, a bruxinha mais querida do universo! E quanto ao significado do nome, impressionante! É exatamente assim que a vejo:GUERREIRA.....
    Quanto ao meu nome, não tenho nada interessante para contar, já que é um nome comum: REGINA; porém de significado de realeza: RAINHA, rs... Quando completei 1 aninho, meu inesquecível pai mandou fazer um cartãozinho com a minha foto e escreveu um pequeno poema, que até hoje guardo em minha memória, além do cartão, é claro....

    REGINA REINA RAINHA
    RAINHA MÃO DE JESUS
    EU SOU A FELIZ GAROTINHA
    QUE TRAZ UM NOME DE LUZ....

    Gostou? Beijo grande. Eu, Regina Rainha Mascarenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Rê! Regina já é um nome pra lá de especial, doce e fácil de pronunciar, desses que entram, grudam e não saem mais do nosso coração. Você é assim1 Adorei os versinhos... ôôô... tão meigo! Obrigada por todo carinho, minha Regina Rainha! bjs

      Excluir
  5. Muito bom este texto. Parabens! !! Eu adorei a história. . Tanto eh que fui atras do meu nome. Nunca imaginei. ...
    gostei mesmo!!!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Deborah! Fico feliz por você ter gostado do texto. Ás vezes a gente nem se dá conta de quanta coisa boa pode estar contida no nome que a gente aprende a conviver desde criança e nos acompanha pela vida inteira. Bom tirar proveito disso e aproveitar os apelidos que a vida nos reserva também! hahahaha Aprender o significado do nome também pode dar aquele "up", né? Beijos e volte sempre que quiser!

      Excluir

O pensamento ganha novos contornos quando compartilhado. Portanto, registre aqui seu comentário. Juntos faremos surgir novas ideias.
Fique tranquilo, que seu comentário será publicado em breve, tão logo seja por mim visualizado.

Obrigada pela visita e volte sempre!